Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, a confiança do consumidor subiu 2,1 pontos em julho ante junho e total chega a 84,2 pontos

1 de agosto de 2018

A confiança do consumidor subiu 2,1 pontos em julho ante junho, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) passou de 82,1 pontos em junho para 84,2 pontos em julho. O indicador vinha de três meses consecutivos de retração.

“Normalmente, após a ocorrência de choques como o de maio, a confiança dos agentes é afetada negativamente num primeiro momento e se recupera em seguida. Embora seja uma boa notícia, a recuperação apenas parcial de julho sugere que o ritmo lento da economia e do mercado de trabalho continua pesando bastante nas avaliações do consumidor”, avaliou Viviane Seda Bittencourt, coordenadora da Sondagem do Consumidor, em nota oficial.

A intenção de compras de bens duráveis avançou 4,5 pontos na passagem de junho para julho, para 82,1 pontos, o quesito que mais contribuiu para a alta do ICC no mês. “A melhora, no entanto, ainda é tímida na comparação com a perda acumulada de 12,4 pontos nos três meses anteriores”, alertou a FGV.

Houve ligeira recuperação da confiança em todas as classes de renda pesquisadas, exceto para os consumidores com renda familiar mais elevada, que recebem mais de R$ 9.600,00 mensais. Nesse grupo familiar, o índice teve queda pelo quarto mês consecutivo, acumulando uma perda de 11,3 pontos no período.

Fonte: sitecontabil.com.br

Notícia para acabar o dia bem informado


Share

Tags: , , , ,